Projeto Educação Garantida apresenta novos resultados

Projeto Educação Garantida apresenta novos resultados

Passar de ano na escola, entrar para a faculdade e conquistar o primeiro emprego. Para tornar isso realidade é necessário investir no Ensino Fundamental. Segundo estudo do Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper-SP), o bom aproveitamento da criança nessa fase é decisivo para que ela tenha um excelente desempenho na universidade e, consequentemente, esteja mais bem preparada para enfrentar o mercado de trabalho. A pesquisa concluiu também que quanto antes a criança ingressar na escola, maiores serão as chances de ela ter sucesso na vida. Pensando nisso, recentemente, o Educação Garantida, projeto patrocinado pela XP Investimentos, firmou parceria com mais 178 crianças em vulnerabilidade socioeconômica, chegando a quantidade de 854.

A iniciativa, que conta com o desenvolvimento do Instituto da Criança, tem como meta efetuar o pagamento de 10.000 mensalidades escolares neste ano. Apenas até março, por exemplo, 2.371 mensalidades já foram pagas, contemplando 54 escolas parceiras de 22 municípios do Rio de Janeiro e São Paulo.

Para Adriana, mãe de Yasmin Lopes, aluna da Escola Confessional Monza, de São Paulo/SP, a bolsa adquirida foi essencial para a manutenção do aparelho auditivo de sua filha: “O dinheiro que teríamos que arcar com as mensalidades foi utilizado para o reparo. Agradeço a XP Investimentos por colaborar para um ensino de melhor qualidade para as crianças“.

 

 

Danilo, pai do Cauã Moura – Instituto de Desenvolvimento Educacional e Métodos/SP

Danilo, pai do Cauã Moura – Instituto de Desenvolvimento Educacional e Métodos/SP

Desde o ano a passado , o projeto Educação Garantida proporcionou que nós realizássemos melhorias na nossa casa, fazendo reformas, trocando telhados, portas, janelas e instalando caixa d’água.Com a renovação da bolsa, esse ano, vou ter condições de comprar um computador para que ele possa fazer as pesquisas escolares.

Ana Cláudia – mãe do Paulo Arthur – CEPEC/RJ

Ana Cláudia – mãe do Paulo Arthur – CEPEC/RJ

Se não fosse pela bolsa concedida pelo projeto, seria impossível que o Paulo Arthur continuasse no colégio. Após descobrir um tumor cerebral,  meu marido está impossibilitado de trabalhar, fazendo com que nossa renda familiar ficasse muito precária, com isso, o projeto tem nos auxiliado e contribuído muito para desenvolvimento da educação do nosso filho.

Juliano – pai da Maria Clara Soares De Lima- Colégio Arca de Noé/SP

Juliano – pai da Maria Clara Soares De Lima- Colégio Arca de Noé/SP

Em 2017 sofri um sequestro relâmpago, em que a bala acertou minha coluna e minha vida mudou do dia para noite. Perdi o movimento das pernas e me tornei cadeirante. No ano de 2018 a bolsa me ajudou muito, pois me encontrava em dívidas com a escola, referente as mensalidades atrasadas, e graças ao projeto não precisei tirar minha filha do colégio.

Gisele Inácio Turler Sanches – mãe do Gabriel Inácio Thurler – Centro Educacional Souza Polleti/ RJ

Gisele Inácio Turler Sanches – mãe do Gabriel Inácio Thurler – Centro Educacional Souza Polleti/ RJ

O Gabriel é um menino de 9 anos portador de paralisia cerebral causada por complicações pós-parto prematuro. Além de poder proporcionar uma qualidade de vida melhor para nossa família, através da bolsa conseguimos iniciar o tratamento Padovan, que consiste em uma terapia neurofuncional para reabilitação do sistema nervoso, ajudando no desenvolvimento da locomoção, fala e movimentações das articulações.

Norma Regina – mãe de aluno – Escola Arca de Noé /SP

Norma Regina – mãe de aluno – Escola Arca de Noé /SP

O projeto Educação Garantida ajudou nas finanças da nossa família. Meu filho é especial e esse valor que iria para a mensalidade poderá ser utilizada para pagamento de uma fonoaudióloga ou talvez natação, algo que ajudará em seu desenvolvimento. Por ser portador de síndrome de down, ele teve algumas dificuldades na escola pública e não foi bem acolhido como na escola particular. Aqui ele foi recebido de braços abertos e sempre acompanhado. Ele ama a escola e, para mim, isso faz toda a diferença.